Highslide for Wordpress Plugin
Liturgia diária
Evangelho: Confira as leituras da Liturgia da Palavra
Santo: Conheça a história de fé do Santo celebrado pela Igreja
Pastorais e movimentos
Equipe de FestasEquipe de Festas
Mensagem do pároco › 06/06/2013

Um Tempo de Graça!

Queridos irmãos e irmãs!

Queridos jovens!

O tempo vai passando e vamos aos poucos caminhando rumo ao mês de julho, e com alegria é possível notar que a Jornada Mundial da Juventude já começou em nossa Igreja. Pelo entusiasmo, motivação e trabalho que já vem sendo realizado em toda a Igreja do Brasil, pelo número de jovens de todos os recantos do mundo já inscritos para este evento e o belo desejo que tem demonstrado o Papa Francisco em sua vinda ao Brasil, podemos acreditar que a JMJ já é e será por muito tempo, um tempo de Graça.

Nossa Igreja do Brasil na pessoa dos bispos, padres, e de todo o povo, tem acreditado que esta Jornada será um grande divisor de águas na Evangelização de nossa Juventude. Devemos acreditar sim mas também fazer desta uma oportunidade, talvez única para muitos de nós, para RELIGARMOS e ACELELARMOS nossos motores no que diz respeito a juventude, e irmos a diante nesta missão dada a nós.

Devemos como Igreja compreender este evento como um evento que na sua preparação tem gerado frutos. Bonito ver por todo Brasil a peregrinação dos símbolos da Jornada, a Cruz e o ícone de Nossa Senhora, tem reunido nas celebrações milhares de jovens; é bonito também ver as dioceses se movendo para acolher os jovens que virão para a preparação da Jornada, para a Semana Missionária. E em nossa Arquidiocese já são  mais de 60 países inscritos para este momento.

Devemos também viver com intensidade as semanas de julho. Que beleza será a acolhida de 30.000 jovens em nossa Arquidiocese, só em nossa Paróquia serão 100, celebrando, rezando, visitando as casas, e ficando hospedados na casa de muitos de nós. Como não ficar ansiosos pelos dias no Rio de Janeiro, na presença de centenas de milhares de jovens vindos de todas as partes do mundo, que riqueza cultural, todos sedentos por encontrar-se com Cristo. E as celebrações com a participação do Papa Francisco? Momentos únicos com toda certeza ainda que acompanhados apenas pela televisão por muitos de nós. Será um tempo formidável!

Mas devemos também pensar nesta jornada, como um evento que deve continuar acontecendo mesmo depois de ter terminado. Este momento na sua riqueza de Graça deve deixar uma herança para toda nossa Igreja do Brasil. Penso que nunca na historia de nossa Igreja se pensou e falou tanto nos jovens, e este pensamento que nasce desta ocasião deve suscitar iniciativas na evangelização da juventude por parte de toda nossa Igreja no Brasil.

Nossas comunidades devem reafirmar sua missão de educadores da juventude, e aqui compreendo educação no sentido pleno da palavra, educação enquanto, aprender a ser, a conhecer, a fazer e a conviver. Acolhendo o espírito crítico e a curiosidade que são próprios de nossa juventude. Não os compreendendo como meros repetidores de normas, mas os incentivando aos questionamentos, valorizando sua presença, dizendo e fazendo com que acreditem que a Igreja se importa com eles, que tem prazer em conviver com eles afetuosamente.

Este é o momento da Igreja redescobrir seu papel na vida do jovem nesta que talvez seja a fase mais intensa de suas vidas, onde surgem os questionamentos fundamentais, como quem são? Qual o sentido da vida? Momento onde os sonhos são traçados no coração e também onde a vida pode começar a ser vivida de maneira destrutiva e irresponsável, se perdendo nas drogas, violência nas relações irresponsáveis.

Rezemos então para que em toda a Igreja do Brasil esta Jornada seja completa. Que ela continue produzindo frutos no antes, no durante e, sobretudo no depois. Que possamos em nossa Paróquia também perceber mais intensamente nossa responsabilidade com a juventude, valorizando suas capacidades, sendo acolhedores e percebendo que o jovem é o rosto do futuro e que este pode ser grandioso, e que temos nosso papel na construção deste futuro.

Que venha a Jornada, que venham os jovens!

Pe. Everton Fernandes Moraes.


Onde estamos
Largo Santa Angela, 22 - Vila Moraes São Paulo, SP (saiba como chegar)
Horários de Missas

Paróquia Santa Ângela e São Serapião

Segunda-feira, às 15h, Missa pelas almas;
Terça e Quinta-feira, às 19h30;
Sábado, às 16h;
Domingo, às 7h, 10h e 18h;

Toda primeira segunda-feira do mês, às 20h, Missa dos homens;
Toda primeira quinta-feira do mês, às 15h, Missa da saúde;
Toda primeira sexta-feira do mês, às 5h30, Missa do Sagrado Coração;
Toda última quinta-feira do mês, às 17h30, Adoração e às 20h, Missa da família.

Comunidade Imaculada Conceição

Quarta-feira, às 19h30;
Domingo, às 8h30.

Siga-nos