Highslide for Wordpress Plugin
Liturgia diária
Evangelho: 4ª-feira da 3ª Semana da Páscoa
Santo: Santa Inês de Montepulciano
Pastorais e movimentos
Pastoral do BatismoPastoral do Batismo
Mensagem do pároco › 11/09/2013

As Palavras e a Palavra

“Há palavras que servem para divertir, e passam como o vento; outras instruem, sob alguns aspectos, a mente; as palavras de Jesus, ao invés, têm de chegar ao coração, radicar-se nele e modelar a vida inteira. Sem isso, ficam estéreis e tornam-se efêmeras… como uma voz entre muitas outras que nos rodeiam e às quais estamos habituados”.

Lembro-me carinhosamente desta afirmação feita pelo Papa Bento XVI, aos jovens por ocasião da JMJ em Madrid. Por meio destas poucas palavras ele anunciava aos jovens que a Palavra de Deus é diferente de todas as outras palavras que são proclamadas mundo afora. Que é por meio desta Palavra que nos aproximamos de Jesus Cristo, Senhor da Vida, e libertador da história!

De fato, as palavras estão em todos os lugares e de vários modos. Elas são parte constitutiva da história e das relações. Por meio delas o ser humano se comunica, conhece e se dá a conhecer aos outros.

É possível constatar em nosso cotidiano o poder que trazem em si. Existem palavras que tornam populares e acessíveis, produtos e serviços. Somos por todos os lados e maneiras cercados de “palavras propagandas”, seja na televisão, no rádio, na internet, nos jornais e revistas.

Com alegria testemunhamos também a existência de “palavras bem ditas” que tem o poder de construir, de aconselhar e de trazer aconchego. Palavras que são sementes de esperança e força lançadas no campo da vida dos outros. Ou até mesmo palavras do tipo: por favor, obrigado, seja bem vindo… que são simples e que nascem no corriqueiro da vida, mas que tem o poder urgente de iniciar relações de gentileza e caridade. A estas poderíamos dar o nome de “palavras gentilezas”.

Mas com tristeza e preocupação é possível também perceber o contrário: a existência das “palavras mal ditas” que tem o poder de machucar, tirar a esperança e até mesmo de matar quem as escuta. E destas ninguém deve ser autor ou escritor.

Mas é em meio a todas estas e outras possibilidades de palavras, que nos revelam quem são os outros, ou o que são as coisas que devemos descobrir a riqueza e o significado em nossa vida, daquela que é a Palavra diferente de todas as outras, a PALAVRA SAGRADA, que à medida que cria raízes em nosso coração, nos revela quem é Deus, mostrando quais são os caminhos que Ele nos propõe. Palavra que nos coloca em diálogo com Ele, que nos educa e nos dá coragem, força e esperança nesta jornada em busca da felicidade prometida por Deus a nós.

Assim vale lembrarmos: dizemos que esta Palavra é Sagrada, pois acreditamos que ela torna presente o que indica. Pelo anúncio, escuta e reflexão, Deus mesmo se faz presente no coração e consciência do ser humano. Assim ao tomarmos parte desta, seja durante a missa, ou em outras ocasiões que estamos em comunidade, ou mesmo no silêncio de nosso quarto, na tranqüilidade de nosso lar, ou no barulho e aperto do metrô ou do ônibus, na correria do trabalho, acreditamos que Deus conosco está, falando de si, e agindo em nossa vida.

Pensemos então neste mês de setembro, dedicado à Bíblia, qual é o espaço que damos em meio a todas as palavras, a esta PALAVRA SAGRADA. Qual é a possibilidade que damos a Deus de se fazer presente em nós de modo eficaz, dirigindo nossos passos por meio de sua Palavra E façamos a experiência de cada vez mais sermos próximos de Deus por meio da escuta desta. Tomemos a bíblia como nosso livro, aquele que revela a verdade necessária em nossa caminhada: DEUS.

Pe. Everton Fernandes Moraes


Onde estamos
Largo Santa Angela, 22 - Vila Moraes São Paulo, SP (saiba como chegar)
Horários de Missas

Paróquia Santa Ângela e São Serapião

Segunda-feira, às 15h, Missa pelas almas;
Terça e Quinta-feira, às 19h30;
Sábado, às 16h;
Domingo, às 7h, 10h e 18h;

Toda primeira segunda-feira do mês, às 20h, Missa dos homens;
Toda primeira quinta-feira do mês, às 15h, Missa da saúde;
Toda primeira sexta-feira do mês, às 5h30, Missa do Sagrado Coração;
Toda última quinta-feira do mês, às 17h30, Adoração e às 20h, Missa da família.

Comunidade Imaculada Conceição

Quarta-feira, às 19h30;
Domingo, às 8h30.

Siga-nos