Highslide for Wordpress Plugin
Liturgia diária
Evangelho: 6ª-feira da 28ª Semana do Tempo Comum
Santo: São Pedro de Alcântara
Pastorais e movimentos
Pastoral do BatismoPastoral do Batismo
Palavra do cardeal › 30/04/2015

Aparecida: rumo ao tricentenário

No próximo dia 3 de maio, a arquidiocese de São Paulo realizará sua 114ª. Romaria anual para Aparecida. Neste ano, os peregrinos levarão no coração uma prece especial pelas famílias, em vista da Assembleia ordinária do Sínodo dos Bispos, de outubro deste ano: “Virgem Mãe Aparecida, velai por nossas famílias”.

A devoção do povo paulistano a Nossa Senhora Aparecida e a longa tradição das Romarias da arquidiocese de São Paulo ao Santuário da “Mãe de Deus e nossa” têm raízes remotas e profundas. De fato, quando a imagem foi pescada no rio Paraíba do Sul, em 1717, a região de Aparecida, como todo o Estado de São Paulo, faziam parte da “diocese” do Rio de Janeiro. Mas já em 1745, sendo criada a diocese de São Paulo, todo o território do Estado de São Paulo, além do Paraná e parte de Santa Catarina e Mato Grosso, passaram a pertencer à diocese de São Paulo. Portanto, também Aparecida.

O Santuário de Aparecida ficou ligado ao “bispado” de São Paulo até 1958, ano em que foi erigida a diocese de Aparecida. Mesmo depois que, em 1908, foi criada a diocese de Taubaté, abrangendo todo o vale do Paraíba, a cidade de Aparecida, com a sua basílica (velha), continuaram a pertencer à arquidiocese de São Paulo. O Cardeal Carlos Carmelo de Vasconcellos Motta, 3º arcebispo de São Paulo, deu início à construção da nova Basílica.

Em 1964, ele próprio tornou-se o primeiro arcebispo de Aparecida; movido por devoção e amor profundo a Nossa Senhora Aparecida, deu grande impulso à edificação da nova Basílica, recebendo a colaboração dinâmica dos Missionários Redentoristas, a quem estava, e ainda está, confiado o cuidado pastoral da Basílica. Quem não se recorda do Padre Vítor Coelho de Almeida e de suas pregações pela Rádio Aparecida!

Embora não tenha chegado a ver o templo plenamente concluído, o Cardeal Motta teve a alegria de testemunhar, em 1980, a visita de um peregrino mariano muito especial: São João Paulo II, que também fez a dedicação da Basílica naquela ocasião.

Aproxima-se agora a comemoração do tricentenário do “achado” da imagem de Nossa Senhora Aparecida. Os preparativos já iniciaram e são muitas as dioceses que já estão recebendo a visita da imagem peregrina de Virgem Mãe Aparecida. Haverá iniciativas de peregrinação também com jovens e vários outros grupos da vida eclesial. A ocasião se presta para amplas iniciativas de evangelização, a partir da devoção tão forte e tão “católica” do povo brasileiro à Senhora de Aparecida.

A arquidiocese de São Paulo programou a visita da imagem peregrina da Mãe Aparecida a todas as paróquias para o período de maio de 2016 a maio de 2017. Por causa da quantidade de paróquias e comunidades da Arquidiocese, haverá uma imagem peregrinando em cada Região Episcopal.

Onde estão os discípulos de Jesus, lá também está a Mãe de Jesus; ela, de fato, foi encarregada por Ele de estar com a Igreja e recomendou à Igreja de estar com ela: “mulher, eis o teu filho; filho, eis a tua mãe”. Como fez o apóstolo São João – “e daquele momento em diante, ela permaneceu com o discípulo” (cf Jo 19,27) – assim também cabe a nós hoje. Maria faz parte da Igreja.

A preocupação com a família, que marcará a nossa Romaria anual, é bem compreensível, em vista da preparação da próxima assembleia do Sínodo dos Bispos, em outubro, que terá por tema a família.

 

Artigo publicado no Jornal O SÃO PAULO, Edição 3049, de 29 de abril a 5 de maio de 2015.

Cardeal Odilo Pedro Scherer,
Arcebispo de São Paulo




Onde estamos
Largo Santa Angela, 22 - Vila Moraes São Paulo, SP (saiba como chegar)
Horários de Missas

Paróquia Santa Ângela e São Serapião

Segunda-feira, às 15h, Missa pelas almas;
Terça e Quinta-feira, às 19h30;
Sábado, às 16h;
Domingo, às 7h, 10h e 18h;

Toda primeira segunda-feira do mês, às 20h, Missa dos homens;
Toda primeira quinta-feira do mês, às 15h, Missa da saúde;
Toda primeira sexta-feira do mês, às 5h30, Missa do Sagrado Coração;
Toda última quinta-feira do mês, às 17h30, Adoração e às 20h, Missa da família.

Comunidade Imaculada Conceição

Quarta-feira, às 19h30;
Domingo, às 8h30.

Siga-nos